Slam Dunk e a NBA. Referências e o amor de Inoue ao basquete

A Netflix lançou esse mês o documentário The Last Dance, que mostra a trajetória de Michael Jordan e o lendário Bulls dos anos 90, seis vocês campeão da NBA. Quem tem seus 30 hoje, sabe o quanto mesmo aqui no Brasil, Michel Jordan e a NBA foram popular nos anos 90. Seja pelo boné clássico verde e roxo do Charlotte Hornets ou mesmo o logo do Bulls por toda parte. Jogos na TV e álbuns de figurinhas também chegaram aqui e mais que isso o icônico filme Space Jam.

O Brasil não é exclusividade e o fenômeno Michael Jordan se espalhou pelo mundo, inclusive no Japão, onde o basquete um esporte que nunca foi muito popular virou moda. Essa explosão ajudou muito Takehiko Inoue, um dos mais celebre mangakas, que na época já trabalhava na área, ajudando outros autores.  Inoue se apaixonou pela NBA durante os anos 80, vendo os Lakers jogarem sobre o comando de Magic Johnson e Kareem, em um time que mudou a NBA e foi apelidado de Showtime.  Assim Inoue começou a jogar basquete no colégio para impressionar as garotas e se apaixonar ainda mais pelo esporte.  Sim, essa história você viria a ler em um mangá, certo?

Em 1990, Michael Jordan estava no seu quinto ano, ganhando cada vez mais destaque e alavancando a NBA, mas ainda buscava seu primeiro titulo. Enquanto no Japão, Inoue finalmente lançava seu primeiro mangá autoral, Slam Dunk. Ambos fariam ser amor ao basquete se tornaram símbolos da cultura pop nos anos que estavam por vir.

Slam Dunk durou de 1990 até 1996, com um anime durante 1993 e 1996, sendo uma obra fantástica e talvez o melhor mangá de esporte já feito. Mas, nesse post eu não vou focar no enredo ou e coisas fantásticas da obra, pois já temos ótimos conteúdos sobre isso, que você poderá encontrar na fonte desse texto.  Aqui vamos focar nas principais referências  (pois são muitas) da NBA que Inoue pegou e incorporou na sua obra, jogadores, times, treinadores.

Hanamichi Sakuragi – Shohoku / Dennis Roadman – Chicago Bulls

É impossível começar a falar de Slam Dunk e não falar de Sakuragi, nosso protagonista que além de já citado acima ter a mesma motivação que o autor para entrar no time de basquete, ele tem suas habilidades e rebeldia em quadra inspiradas em Dennis Rodman, um dos melhores reboteiros da história da NBA  e um dos jogadores mais malucos da história. Não só por seus cabelos coloridos, outra coisa incorporada. Enquanto Sakuragi começa como o estereotipo do aluno problema e bom de briga, que briga sem medo de se impor com os principais nomes do time. Rodman tinha o mesmo tipo de personalidade, até por incrível que pareça mais exagerada que o próprio personagem, seja pelas brigas, pelas suas noitadas famosas e até por ser amigo de Trump e  Kim Jong-Un e ajudar ambos a conversarem. Mas, no fim assim como Sakuragi, Rodman dava seu melhor em quadra e para os companheiros, sendo um dos melhores da histórina na sua função.

Hisashi MitsuiShohoku / Craig Hodges – Chicago Bulls/Milwaukee Bucks

Nos dias atuais arremessos de 3 pontos  mudaram a NBA, tática, posicionamento, defesa tudo mudou com uma geração liderada por Stephen Curry, que fizeram das bolas de 3 não só uma arma pontual, mas algo para guiar todo um  modo de ser de um time. Durante os anos 80 e começo dos anos 90, Hodges foi um ótimo defensor e exímio arremessador de longa distância e a grande influência na criação do estilo de jogo de Mitsui. Na personalidade eles são bem diferentes, enquanto Mitsui passa por seu drama próprio em gangues colegiais, o atleta da NBA era famoso por ter um envolvimento politico e cobrar de astros da liga posicionamentos sobre a defesa das comunidades negras nos Estados Unidos.

Kaede Rukawa – Shohoku / Michael Jordan – Chicaco Bulls

Essa é outra referência clara a talvez o maior jogador de basquete da história, Michael Jordan. Assim como acontece com Sakuragi o atleta real era muito mais competitivo que o personagem que inspira. Jordan era famoso por ser competitivo a pontos surreais não só em quadra como em toda sua vida, como mostra o documentário. Rukawa mais que a competividade é o talento puro e superior a todos outros personagens, que precisa aprender jogar em equipe, assim como aconteceu com Jordan até 1988. Ainda sim Rukawa possui muito mais outros estereótipos de “anti-herói” de mangá que do próprio Jordan.

Ryota Miyagi – Shohoku/ Muggsy Bogues  – Charlotte Hornets

Miyagi é inspirado no baixinho de 1 metro e 60 centímetros, além da habilidade sua altura era algo que chamava atenção de toda liga. Bogues ainda é um dos jogadores que participaram do Space Jam.

Takenori Akagi – Shohoku/Patrick Ewing – Knicks

Akagi é baseado em um dos pivôs mais famosos dos anos 90, Patrick Ewing, que também esteve presente em Space Jam. Ewing foi um feroz rival do Bulls de Jordan nas conquistas do segundo tricampeonato, sendo um rival constante nos playoffs e vencendo o Bulls quando Jordan fez sua primeira aposentadoria.  Tirando as referências de jogo e da competitividade de ambos, Akagi tem uma personalidade própria.

Mitsuyoshi Anzai – Shokohu/Phil Jackson – Lakers/Bulls

Anzai o grande treinador da Shohoku é quase uma estereótipo de Phil Jackson, o técnico mais vencedor da história da NBA com 11 títulos como treinador e 2 como jogador. Phil era chamado de zen buda, assim como Anzai é e era conhecido por ser um treinador focado em aceitar o atleta como pessoa, dar livros específicos para cada  um, além de criar narrativas e simbolismo para cada situação da equipe. Além de ser famoso por usar sua táticas os “triângulos” formação que permitiria os jogadores tomarem decisões por conta própria e não apenas decorar jogadas. Anzai pega todo esse resumo, o estereótipo do obeso e usa acima de tudo o personagem para diversos momentos de comedia com Sakuragi.

Já sua aparência é mais baseada no assistente técnico do Cavs em 1993.

Shinichi Maki – Kainan / Magic Johnson – Lakers.

Maki a estrela da Kainan um dos principais times no universo do mangá, assim como o Lakers na realidade é baseado no famoso Magic Johnson, não atoa ele é o grande rival do Rukawa na partida, sendo um contra ponto as finais de 90 que tiveram Jordan x Magic.

Vale ressaltar que além dos personagens muitas cenas da NBA eram usadas por Inue como referência ou até mesmo para desenhar o personagem “por cima” da foto, algo normal entre mangákas, mas que levantaria ano depois uma grande discussão se Inoue infrigiu direitos autorais, ou boatos que ele teria sido ameaçado de ser processado pela NBA, mas nada disso de fato foi confirmado.

No fim fica a recomendação de Slam Dunk, uma das maiores obras de esporte dos mangás, se você quer um bom motivo, escute o podcast do manga² de SD. Para quem gosta de basquete ou esportes no geral não deixe de ver The Last Dance na Netflix, um ótimo documentário sobre Jordan e o que foi o Chicago Bulls e a NBA nos anos 90.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s