Como o Gamepass e outros serviços podem mudar nossa percepção sobre os jogos

O Xbox Gamepass já está disponível desde 2017, mas é inegável que cada vez mais o serviço fica mais robusto, como, por exemplo, a versão ultimate e aos poucos ele começa a influenciar a opinião do público para determinado jogo ou mesmo, que um jogo não precise vender muito para ser um sucesso de público. E a questão é justamente essa o quanto o Gamepass e outros serviços como ele podem mudar a nossa percepção sobre os jogos.

É muito comum termos nostalgia de jogos que não são muito bons, ou mesmo que nem eram muito conhecidos na época da pirataria, principalmente durante o Playstation 1 e 2, quando comprar jogos pagando muito pouco era comum, depois podendo baixar jogos, era normal testar, dar chance para muita coisa e gostar de jogos que dificilmente você gostaria se tivesse pagado bem caro por ele. E ai que uma das mudanças culturais do tipo que serviços como o Gamepass podem trazer de volta.

marvel-vs-capcom-infinite-ps4-edico-limitada-ps4-d_nq_np_658151-mlb26535341049_122017-f

Vou usar o exemplo de Marvel vs. Capcom: Infinite, um jogo que foi mal de crítica e vendeu apenas cerca de 1 milhão de cópias juntando as vendas de PS4 e Xbox One.  Mas, quando você tem a oportunidade de “não pagar” pelo jogo, vi muitas pessoas, inclusive eu, achando o jogo honesto, porém consigo entender quem pagou full price no jogo conseguir gostar dele. Isso acontece com muitos títulos que são medianos, mas o fator “preço” fazer a diferença, como Vampyr, Just Cause 4 etc…

Muito do que faz hoje as pessoas reclamarem e baterem muito em jogos medianos é o fator que eles não justificam pela qualidade o seu preço. No Brasil isso é muito fácil de se ver em jogos que custam R$ 250,00 a versão base. E mesmo para países de primeiro mundo onde o jogo varia de 60 a 80 dólares na américa do Norte é um valor significativo de se gastar. Na Europa onde a média vai de 60 a 70 euros, você consegue pelo valor de um jogo uma promoção para 2 dias de viagens em outro país europeu, por exemplo. Jogos em si são uma mídia cara.  E justamente tirar esse valor em cima dos jogos, não mudara o jogo de ruim para bom, mas talvez isso te faça dar uma chance para algo que você não daria ou até mesmo não se decepcionar tanto com o jogo.

Obviamente você paga por essa assinatura, mas muitas vezes você assina por um jogo ou lançamento maior e esses jogos acabam caindo no seu colo e até por isso você tende a ter menos hype por eles. E o valor também ajuda muito, vai de R$ 1,00 até 29,00 por mês dependendo da promoção, que por sinal são recorrentes.

dash_wire_coming-soon_8.16_940x528_r1

Isso também muda como analisamos o impacto e o sucesso de um jogo, de forma onde as vendas podem não refletir o atual alcance do título.  Por exemplo, até julho Devil May Cry 5 um dos principais jogos desse ano de 2019 vendeu 2 milhões de unidades, um ótimo número para a série em 6 meses de venda, porém ao entrar após tão pouco tempo de lançamento no Gamepass é normal que a venda do jogo na plataforma da Microsoft caia, mas o número de jogadores aumente e muito. Isso pode gerar dinheiro pra Capcom através da compra de micro transações de braços para o Nero talvez. Mas o fato é que isso mudara a forma de como precisamos enxergar se um jogo fez sucesso e o seu real alcance no tempo dos serviços digitais.  Lembrando que o Gamepass é o grande nome, mas já temos a uns bons anos o EA Acess que chegou esse ano também para PS4 e outros serviços como o da Ubisoft ainda focados para os PC.

Você já assina algum serviço de assinatura de jogos, seja para console ou computador? E o que acha deles?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s