A bolha do mangá, seus preços e o estreitamento do nicho

lojas-geek-sao-paulo2
Crédito: https://foradecasa.com.br/

Os mangás nunca foram a coisa mais barata e acessível no Brasil, recentemente a Panini anunciou que algumas de suas obras serão lançados por R$ 22,90, outras a R$ 25,00. A própria New Pop tem títulos a R$ 26,90 e a JBC tem títulos com os mesmo valores das concorrentes também.

Mas, os mangás realmente estão caros ou eles sempre foram caros?  Para tentar responder isso tentei simplesmente usar minhas memorias de otaku trintão e a inflação.

Eu lembro que desde quando os mangás foram publicados em si para minha geração manchete, alunos da 5º/6º série na época, mesmo a R$ 3,00 eles eram caros. E precisa juntar troco da padaria, roubar moedas do pai, ir a sebos para conseguir comprar 1 edição. Lembro que na época cada pessoa tentava acompanhar uma publicação e trocávamos com o amigo que fazia a coleção diferente. Lembro de tentar acompanhar Cavaleiros do Zodíaco, enquanto um amigo pegava Samurai X e outro Yu Yu Hakusho e eventualmente você não conseguia comprar e tuda coleção ficava meio esburacado.

E mesmo durante a adolescência, primeiros empregos e faculdade, comprar mangá era sempre um malabarismo e esperando os eventos de anime da primeira metade dos anos 2000 quando você conseguia edições antigas por desconto. Mas, vamos deixar a memoria de lado e ir para fatos.

mangas-vol-9-e-10-cavaleiros-do-zodiaco-conrad-d_nq_np_920319-mlb27150889822_042018-f
Lançado em Novembro de 2000 custava R$ 3,50 o que na inflação atual daria R$ 10,38.

O mangá dos Cavaleiros do Zodiaco da Conrad lançado em novembro de 2000 custava R$ 3,50 o que na inflação atual daria R$ 10,38. Lembrando que a edição seria a meio tanko e hoje as editoras publicam uma versão inteira que poderíamos considerar por R$ 7,00 e na inflação de hoje daria R$ 20,75.  Também podemos comparar o primeiro tankobon lançado no país,  X pela JBC em dezembro de 2003 por R$ 9,80 na inflação de hoje R$ 21,81.

Olhando friamente uma diferença de 1 a 2 reais com a desculpa de um papel melhor seria plausível ou mesmo pela qualidade do editorial das editoras que melhorou, mas mangás com de 5 a 7 reais a mais desse valor, já podemos ver uma diferença considerável.

Por outro lado com os problemas de distribuição e acessibilidade dos mangás na internet conseguimos bons descontos, mas se você está fora do eixo Rio-São Paulo, provavelmente acabara tendo um custo ainda mais caro com o frete, ou seja, o preço real que você pagara dispara ainda mais.

Bom todos que acompanham o mercado já sabem de cor sobre a desvalorização do real, o alto custo de distribuição e do preço do papel, mas um dos pontos que acho que só tem a piorar é que o mercado de consumidores de mangá não cresce.

genshiken_nidaime_review_2
O nicho do mangá? Imagem de Genshiken.

Anime sempre foi um nicho, que vivia de gerações dos animes que faziam sucesso na TV e depois na internet. Ainda hoje o mercado é totalmente dependente dos scans e da internet em geral. Um bom exemplo é Boa Noite PunPun por R$ 44,90, por mais que seja uma edição com 450 páginas e bem acabada, ela é focada para um nicho dentro de nicho que é fã ou já leram a do Inio Asano. E mesmo dentro do nicho nerd, os eventos de anime são eventos aleatórios e pequenos perto do que foram. Já em eventos gigantes como a CCXP a parte nipponica é um nicho pequeno dentro dela. Até em lugares clássicos do mundo otaku como o bairro da liberdade já diminuíram em numero de lojas e produtos, sobrevivendo muito graças ao K-POP e seus produtos. Além de que nem de perto todo público consumidor de anime e mangá via scan se interessa pela compra recorrente de mangás físicos.

Enquanto essa conta não mudar, a tendência é a publicação de mangá continuar encarecendo focada em um nicho e em republicações de eternos títulos que vazem pro mainstream como Dragon Ball. Ou viver eternamente esperando um novo titulo que seja uma febre novamente na TV ou na internet e seu sucesso ajude aos mangás, mas o futuro no Brasil nos mangás também não é nada promissor.

Fontes:

Biblioteca Brasileira de Mangás: https://blogbbm.com/checklists/

Calculadora Inflação: http://especiais.g1.globo.com/economia/educacao-financeira/calculadoras/2018/inflacao/

Guia dos Quadrinhos: http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/x-n-1/x049100/38715

Panini encerra a era do Shonen de Lutinha a 22 reais com Food Wars mais caro: https://maisdeoitomil.wordpress.com/2019/03/25/panini-encerra-a-era-do-shonen-de-lutinha-a-22-reais-com-food-wars-mais-caro/

O Preço dos Mangás no Brasil: https://quadroxquadro.com.br/index.php/2019/01/03/o-preco-dos-mangas-no-brasil/

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s